Ano 2019ColunistasDr. Mário GalvãoEdição JS Nr 397, Mai 2019EdiçõesManutenção Predial

Instalações elétricas prediais: Qual a importância da inspeção elétrica em uma edificação?

"Manutenção & Reformas"

As instalações elétricas de um edifício podem ser consideradas o sistema nervoso de uma edificação. Sem a energia elétrica praticamente todas as atividades, mesmo as mais corriqueiras, ou são impactadas de forma leve ou mesmo paralisadas de forma total.

Para que se tenha um diagnóstico completo de um sistema elétrico de um edifício, seu estado operacional, grau de conservação e segurança é importante que sejam realizadas inspeções periódicas por meio de ensaios não destrutivos em todo sistema elétrico do prédio.

Para abordar um pouco mais sobre este assunto, o Eng. Civil Especialista Mário Galvão conversou com o Eng. Eletricista Júlio César da Silva Máximo, para auxiliar o síndico sobre este assunto.
Eng. Mário Galvão: Júlio, qual a importância da inspeção periódica no sistema elétrico de um edifício?
Eng. Júlio César: Mário, praticamente todas as atividades humanas hoje dependem da energia elétrica para serem realizadas. E num prédio esta dependência aumenta, imagine passar um dia sem elevador, sem portão automático, sistema de segurança, etc. Apenas esta razão já é o suficiente para colocar a inspeção elétrica como um tema usual no planejamento anual do síndico, mas não devemos esquecer também dos riscos de acidentes decorrentes de um sistema elétrico defeituoso que pode trazer graves consequências (incêndio, dano material, morte).

Eng. Mário Galvão: Qual profissional deve ser contratado para realizar a avaliação do sistema elétrico?
Eng. Júlio César: Um engenheiro eletricista, pois este é o profissional habilitado para esta atividade. Importante ressaltar que a atividade de engenharia diagnóstica requer experiência prática e é baseada em inúmeras normas técnicas e no emprego de equipamentos de medição específicos, sendo, portanto importante que seja contratado um profissional especializado e experiente.

Eng. Mário Galvão: Quais principais sinais que indicam que o sistema elétrico apresenta problemas?
Eng. Júlio César: Podemos exemplificar o desligamento corriqueiro de disjuntor, queima de equipamentos elétricos, choque elétrico e queima anormal de lâmpadas como os sinais mais comuns, entretanto a maioria dos problemas e anomalias de um sistema elétrico somente são detectados por profissionais da área e com o emprego de equipamentos de medição específicos, como por exemplo, câmeras termográficas. Ou seja, há casos em que não há a sinalização prévia. Porém temos que destacar que estes são o resultado de problemas que já poderiam ter sido detectados anteriormente por meio das inspeções e vistorias periódicas determinadas pelas normas técnicas vigentes.

Eng. Mário Galvão: Quais os principais procedimentos devem ser adotados durante a inspeção elétrica?
Eng. Júlio César: O ponto de partida deve ser o levantamento da documentação técnica do sistema elétrico (projeto Como Construído, laudos de vistorias anteriores, memorial descritivo, etc), acrescido de informações colhidas junto ao síndico de problemas pontuais já constatados, intervenções e alterações executadas no sistema.

Da análise destes documentos técnicos resulta a elaboração de uma Lista de Verificação específica e que será a base para a segunda etapa, que é a inspeção do sistema, onde, além da análise visual para identificação de anomalias visíveis, são realizadas as medições necessárias com o emprego de equipamento (obrigatório possuir certificado de calibração).

A parte final compreende a elaboração do Laudo de inspeção conclusivo compreendendo entre outros: relatório fotográfico, Lista de Verificação preenchida, certificado de calibração dos equipamentos empregados, certificado do profissional para o caso de inspeção termográfica e todo e qualquer dado que evidencie as informações apresentadas.

Eng. Mário Galvão: Após a inspeção do sistema elétrico, quais medidas devem ser tomadas?
Eng. Júlio César: Após o recebimento do Laudo o síndico deve contratar empresas / profissionais especializados, devidamente registrados no CREA, para a execução dos serviços corretivos necessários. Esta é a melhor forma de resgatar o nível operacional do sistema elétrico e recuperar parte da vida útil do sistema instalado.

Eng. Mário Galvão: A imagem termográfica abaixo identifica um aquecimento:


O não cumprimento das “Manutenções Prediais” previstas nos Manuais dos proprietários e de áreas comuns pode acarretar multas, acidentes, não pagamento do sinistro pela seguradora e até interdição da edificação.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Faça seu anúncio no JS pelo WhatsApp