Ano 2019Edição JS Nr 395, Mar 2019EdiçõesSíndico em Destaque

Os interesses da coletividade nem sempre correspondem com as prioridades exigidas pela gestão.

Síndico em Destaque

A Síndica em Destaque desta edição de Março, é a síndica Alessandra Beatriz de Oliveira, que esta no segundo mandato no condomínio Residencial Saint Moritz, localizado na rua 18 Sul lote 9/11 em Águas Claras.

Síndica Alessandra Beatriz de Oliveira

JS) O que é ser síndico?
Engana-se quem pensa que síndico não trabalha, só recebe. É mediar conflitos e mal-entendidos, buscando resolver da melhor forma os atritos entre condôminos.

JS) Como você faz para conciliar suas atividades pessoais, com a de síndico?
Por mais difícil que seja, é uma das vantagens que tenho hoje. Aprendendo determinar as prioridades, distribuindo funções e mantendo foco. E ainda poder contar com uma equipe (não só funcionários, como de prestadores de serviços) de uma excelente assessoria de condomínios, na qual sempre podemos contar (DRACMA) como também de um excelente profissional de engenharia.

JS) Quando assumiu, quais os problemas e dificuldades encontradas e qual o maior problema que enfrentou?
Antes de assumir, o condomínio Saint Moritz vinha sofrendo por anos de falta de manutenção preventiva: fachada, infiltração no telhado, o sistema de combate incêndio fora da norma, multa da AGEFIS por falta de acessibilidade (calçada). Ninguém sabia o que fazer com tantas propostas diferentes, muitas dúvidas e nenhuma garantia de soluções definitivas eram apresentadas.

JS) Quais foram as melhorias implantadas na sua gestão e qual economia o condomínio obteve com a implantação dessas melhorias?
Com a assessoria do Eng. Mário Galvão foi possível acabar com vícios de projetos mal executados e propostas que induziam os síndicos e administrações passadas ao erro. Com isso tivemos um ganho em obras de gestões anteriores que necessitavam de correção (calçada e telhado) e recentemente já na minha gestão a solução para o problema da fachada.

JS) Como faz para manter atualizada a inspeção predial?
Nosso prédio já tem 18 anos e necessita de atenção redobrada para não acumular problemas. Acompanhar as inspeções e vistorias de perto é fundamental para mantermos todos os sistemas em dia. Sempre visando a redução de gastos extras e recorrendo a experiência da consultoria de engenharia para prescrever o que é mais adequado e econômico para o condomínio. Fizemos laudos de todos os sistemas do prédio e estamos realizando as correções e manutenções de acordo com as recomendações da consultoria de engenharia.

JS) Cite quais são os principais desafios no seu condomínio, no dia a dia
A administração de pessoas, tanto funcionários quanto moradores, é o maior desafio que enfrento todos os dias em meu condomínio. Os interesses da coletividade nem sempre correspondem com as prioridades exigidas pela gestão. Sejam de ordem jurídica para atender legislação e normas, sejam de cunho técnico para resolver problemas de engenharia ou, o mais crítico, quando depende de recursos financeiros e aprovação da comunidade. Ou seja, saber equilibrar o que é mais urgente com a disponibilidade financeira é sem dúvida o maior desafio.

JS) Na sua opinião, quais sãos elementos de sucesso para um bom síndico e como os condomínios podem ajudar na gestão?
Exercer liderança, cumprir com seus deveres, manter proximidade com os moradores e se dedicar ao trabalho são necessidades fundamentais para quem quer ser um bom síndico.

JS) Com respeito a acessibilidade, sustentabilidade e educação ambiental, quais os desafios?
Adequação das rampas, escadas e calçadas. Dar liberdade aos deficientes e idosos terem livre acesso, sem depender de ninguém é um ato de fraternidade. É uma forma de reconhecermos as diferenças, nos colocando no lugar do outro e tendo em mente que um dia podemos precisar das mesmas facilidades.

JS) Hoje a segurança é uma questão primordial, medidas foram ou são tomadas para melhorar esta questão aqui no condomínio?
Sim, estamos fazendo orçamentos para melhorar ainda mais nosso sistema. Estamos investindo sempre em comunicação relevante para que moradores e visitantes tenham as informações necessárias em casos de emergência ou acidentes. Investimos em treinamento para porteiros, zeladores e demais funcionários do condomínio. Também reforçamos as ações de conscientização dos moradores com relação ao acesso e a autorização de acesso de pessoas estranhas ao condomínio. Ou seja, investimos em tecnologia e reforçamos o compromisso de todos para com a segurança.

JS) O condomínio foi premiado no concurso de coleta promovido pelo SLU e Assosindicos DF.
Não. Desta vez ainda não foi possível atingir a pontuação necessária para receber o reconhecimento por essa boa prática. Mas vou continuar insistindo na mudança de hábitos em meu condomínio. Vou intensificar as ações de conscientização para a coleta seletiva e os benefícios que essa prática traz a coletividade. Espero assim ter resultados positivos para ser premiada na próxima edição do concurso.

JS) Qual a mensagem você passaria para os futuros síndicos?
Faça o dever de casa, custe o que custar, sem querer agradar a todos. Contrate empresas e profissionais que te auxiliem nas tarefas importantes da gestão condominial. Apresente de forma transparente o que é necessário fazer mesmo que os moradores não concordem. Leve os assuntos urgentes para a assembleia, apresente de forma técnica, transparente e sem rodeios. Com essa postura pude reverter grupos de oposição e obtive aprovação da maioria para sanar os problemas e investir em melhorias.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Faça seu anúncio no JS pelo WhatsApp
Close